Menu do Site

Prefeito Veveu lança Plano Nacional de Habitação Rural no Município



O Prefeito Veveu Arruda lançou, nessa quinta-feira, 25, no auditório do Paço Municipal, o Plano Nacional de Habitação Rural (PNHR) em Sobral. De acordo com o Prefeito Veveu “o nosso objetivo com o programa é substituir as casas de taipa por casas de alvenaria, para que as famílias continuem nos lugares onde nasceram, onde têm um vínculo afetivo, com qualidade de vida e moradia digna.”

A agricultora Conceição Pessoa, representando a comunidade de Formosa e Purpurema, falou da emoção de participar do programa. “Estamos muito feliz e temos muito a agradecer o Prefeito”, comemora.


O Prefeito Veveu falou do seu histórico de luta como advogado em defesa dos trabalhadores e que esse programa é a continuação de um esforço por melhorar as condições de vida das pessoas mais carentes. “Construir casas nas comunidades rurais é fazer justiça social”, disse. 


O Plano é uma extensão do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, voltado às comunidades rurais e visa beneficiar agricultores, artesãos, pescadores artesanais e todos aqueles que tenham a Agricultura Familiar como base de subsistência. “A nossa meta é construir 2500 casas através desse programa, contando com a parceria das associações e sindicatos”, afirmou o Prefeito.


Durante o evento foi apresentado o modelo das casas, que beneficiarão inicialmente 235 famílias das localidades de Boqueirão, na zona rural da sede; Formosa e Purpurema, no distrito de Bonfim; Alegre, no Patriarca; e São Domingos, no Jaibaras. O programa será executado com o apoio do Governo do Estado, Governo Federal e parceria da Caixa Econômica Federal.


Participaram do evento, o Prefeito Veveu; o Vice-prefeito Carlos Hilton Soares; a Secretária de Urbanismo, Patrimônio e Meio Ambiente, Gizella Gomes; e demais secretários, vereadores; os prefeitos da Meruoca, Aristides; de Alcântaras, Eliezer Fonteles; e de Santana do Acaraú, Hélder Arcanjo; representantes das comunidades rurais, de sindicatos, e da Caixa Econômica Federal. 
Divulgue

Poste um comentário: