Arquivo do blog

Menu do Site

Famílias do bairro Padre Ibiapina, em Sobral, reclamam de lixão em plena via pública.

Moradores de pelo menos duas ruas do bairro Padre Ibiapina, estão reclamando de muito lixo, onde segundo eles, tem gerado bastante transtorno às famílias que vivem no local. São pessoas que residem nas ruas Ugo Alfredo Cavalcante, antiga rua Groaíras e Rua João XXIII, também chamada de rua Mãe rainha, que reclamam de mal cheiro, ratos e baratas que estariam vindo de montanhas de lixos espalhados em vários pontos do bairro. 
O senhor Linhares, que mora no bairro há vários anos, na Rua Ugo Alfredo Cavalcante, disse que em dezembro ele teria procurado a prefeitura, pessoalmente, para pedir que o lixo fosse retirado da rua onde mora. Segundo o morador, ele chegou a falar com o Secretário Jorge Trindade, responsável pela pasta de coleta de lixo do Município, mas o problema, desde lá, ainda não foi resolvido: “Eu falei com o Secretário Jorge Trindade e com o subsecretário Eugênio e expliquei a situação do lixão aqui nas ruas do nosso bairro. Eles fiaram de mandar limpar a área. Isso foi no ano passado, em dezembro, e até agora, o lixo continua trazendo problemas para as famílias do bairro Padre Palhano”, disse o morador seu Linhares. 
O aposentado Assis Lopes de Sousa, mora na Rua João XXIII, também reclama dos problemas causados pelo lixão que fica, segundo ele, há poucos metros da casa onde mora com a esposa e filhos: “A gente não consegue ficar sentado na calçada por causa do fedor terrível que invade a nossa casa. Para diminuir, a gente precisa ficar com as portas fechadas. É vergonha isso. Há quase dois meses o lixo aqui só aumente. A prefeitura, que deveria recolher o lixo, não o faz. E a gente é que paga com tanta sujeira na porta de nossas casas”, descreveu o aposentado Assis Lopes de Sousa. 
Dr. Guimarães disse que conhecia bem o local, e lamentou o fato: “Infelizmente, este problema já se arrasta há vários dias. O pior é que a chuva vem chegando e vai piorar ainda mais a situação. Na verdade, são vários pontos da cidade com este mesmo problema. Isso só confirma o que sempre digo sobre o olhar do poder público de Sobral apenas para a área central. Os bairros ficam abandonados e a população é que sofre com isso”, disse o Dr. Guimarães.
A nossa reportagem tentou contato com o Secretário Jorge Trindade, via celular, mas até o fechamento desta matéria, não conseguimos. O telefone, da operadora OI não possuía caixa postal.  
Share

Poste um comentário: