Arquivo do blog

Menu do Site

VIOLÊNCIA | Aluno é esfaqueado dentro da Sala de Aula e morre na Santa Casa de Sobral


Uma multidão se concentra em frente a Unidade Mista no momento em que Samuel é transferido para a Santa Casa.
A violência não dá trégua na cidade de Sobral. No inicio da tarde desta quinta feira(4) um aluno da Escola Monsenhor José Gerardo Ferreira Gomes, no bairro Cohab I, foi esfaqueado dentro da sala de aula e morreu ao dar entrada na Santa Casa de Misericórdia de Sobral.
Segundo informações de populares, o “matador” teria pulado o muro da Escola e de posse de um facão, teria invadido a sala de aula onde a vítima estudava e desferido vários golpes na cabeça. A vítima seria o estudante Samuel Lino Silva, 16 anos de idade, residente na Rua Mariinha Paiva, 362, bairro Sinhá Saboia, em Sobral.
O autor desta agressão, seria um menor conhecido pelo apelido de “Bebê”, residente no bairro Cohab I, próximo ao Hospital Unidade Mista, onde a vítima teria sido levado para receber os primeiros socorros. Uma ambulância do SAMU foi acionada e levado o paciente para o Hospital Santa Casa, onde veio a óbito minutos depois naquele hospital.
Na confusão o vigia da Escola teria feito dois disparos para o alto, no intuito de amedrontar o “matador”, que após o seu feito, saiu em disparada e pulando o muro da escola, evadiu-se do local.
Soube que a Polícia Militar do Ronda do Quarteirão teria feito busca e conseguido prender o agressor minutos depois num matagal que fica próximo ao Tiro de Guerra – TG 011.

DSC07959
A população se concentrou em frente a casa dos avós do agressor, que fica ao lado da Unidade Mista, na Cohab I.
O clima de revolta e vingança se instalou, e vários amigos da vítima tentaram invadir a casa dos avós do agressor, onde estaria uma “menina”, que teria sido usado pelo agressor para transportar o “facão” utilizado no crime.
O adolescente agressor, conhecido por Bebê, detém vários inimigos nos bairros Cohab I e Sinhá Saboia e não se descarta a possibilidade de “vingança” para o crime de morte.
Em conversa com alguns jovens que estudam com Samuel Lino, e que presenciaram o acontecido, o clima é de revolta e medo. soube que na hora da agressão houve muita gritaria e muita correria, alguns chegando a se esconder por trás das cadeiras;
O Diretor da Escola, Sr. Rogério, estava em estado de choque, pediu para não ser entrevistado, e chorando deixou a escola acompanhado por alguns funcionários.
Ressaltar que nessa semana, no Programa Hora da Notícia, que apresento na Rádio na FM Coqueiros 95,3 Mhz, recebi telefonema da mãe de um aluno, preocupada com agressões sofridas por “alunos e alunas”, após as aulas, nas ruas que ficam próximos a essa Escola, inclusive uma jovem que mora na Rua Nova, Sinhá Sabóia, teria apanhado muito de um grupo de meninas que moram da Cohab I, e que estaria com sérios comprometimentos em seus olhos, devido a agressões sofridas com pedradas no rosto.
Fonte: Sobral Agora.
Share

Poste um comentário: