Arquivo do blog

Menu do Site

Fim da "curva da morte" na BR 222

Depois de mais de 10 anos sem manutenção, o Governo Federal resolve iniciar as obras de recuperação de vários trechos da estrada que liga o Ceará ao Piauí, no Norte do País. Um Rally realizado em maio de 2011, causou um mal estar entre o ex-ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento (PR) e o Governador do Ceará, Cid Gomes. Pressionado pela repercussão do protesto e escândalos envolvendo o ministro e seu filho, ele acabou deixando o cargo. 
A "curva da morte" no km 112 da BR 222, era o trecho mais perigoso no percurso entre Itapajé e Fortaleza, no Norte do estado. O local exigia muita atenção dos motoristas que agora ficam mais aliviados com uma nova estrada e uma suave curva. As obras para implantação da Variante da "Curva da Morte", cuja extensão é de aproximadamente 600 metros, tiveram início em setembro do ano passado. Foram realizadas em torno de 08 detonações em rocha com dinamites, para possibilitar a alteração do traçado da rodovia, e posteriormente a execução da nova plataforma da pista, com Drenagem e Sinalização.
Apesar de bem avançada, as obras da BR  que se arrastam há três anos, ainda segue com muita lentidão em alguns trechos, dentre eles, no km 120, já em Itapajé. Lá, os motoristas sofrem com a piçarra e desvio, além das paradas obrigatórias. O valor total deste contrato é de aproximadamente 89,8 milhões. 



O Rally, organizado por Wellington Macedo repercutiu em todo o País e contribuiu para a queda do  Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento. Garantiu ainda o início das obras de recuperação da estrada que chegou a matar mais de 400 pessoas por ano.

Fotos: Wellington Macedo
Share

Poste um comentário: