Arquivo do blog

Menu do Site

A 100 dias da Copa, obras em Fortaleza ainda não acabaram


Faltam 100 dias para o tão aguardado evento da Copa do Mundo acontecer. Fortaleza se prepara para sediar os jogos desde 2007, mas nesta etapa final ainda falta muito para ser feito.
As obras de mobilidade – questão que vem gerado dor de cabeça em toda a capital cearense – nas avenidas do entorno da Arena Castelão ainda estão em andamento. O Tribuna do Ceará visitou o local, nesta terça-feira (4), e presenciou alguns operários dando continuidade ao trabalho.

Atraso
BBC divulgou uma matéria comparando a duração das obras para o evento no Brasil e os dois últimos países que foram sedes. Tomando como base somente os estádios, o Brasil pode dizer que está 66,6% pronto para o Mundial. No mesmo período, em 2006, a Alemanha estava 100% pronta, enquanto a África do Sul, em 2010, poderia se considerar 80% preparada para receber o torneio.
Na Alemanha, em janeiro de 2006, faltando ainda cinco meses para o início do torneio, as 12 arenas que abrigariam jogos do Mundial já estavam prontas e testadas. O último gramado a ser entregue ficou pronto em novembro de 2005 e, no início de 2006, os 12 palcos da Copa já haviam recebido pelo menos um jogo oficial.
Na África do Sul, em 2010, porém, os 100 dias que antecederam o início da Copa não foram tão tranquilos. O país sul-africano chegou à reta final da contagem regressiva com oito dos 10 estádios prontos e testados pelo menos uma vez, mas acumulou problemas nos outros dois que faltavam.
A grande preocupação da época era com o Soccer City, em Johanesburgo, estádio que seria palco da abertura e da final da Copa do Mundo de 2010. A arena em si estava pronta no início do ano, mas os trabalhos no entorno dela só permitiram um teste oficial em maio, faltando apenas um mês para o início do Mundial. O estádio Mbombela, em Nelspruit, foi outro que causou preocupações à Fifa e também só pode ser testado no meio de maio, a menos de 30 dias da Copa.
O caso do Brasil se assemelha ao da África do Sul, quando se fala dos estádios. O país não conseguiu cumprir o prazo da Fifa de entregar as 12 arenas em dezembro e agora corre contra o tempo para finalizar as últimas quatro – Manaus, Cuiabá, Curitiba e São Paulo.
Semelhanças e diferenças
A 100 dias da Copa da Alemanha, em 2006, os organizadores tinham que lidar apenas com preocupações extra-campo – como a chegada de torcedores violentos (hooligans) de outros países e a possibilidade de incidentes racistas ocorrerem no torneio. Já na África do Sul, quatro anos depois, a Fifa passou pelos mesmos problemas de organização que tem vivido no Brasil.


Share

Poste um comentário: