Arquivo do blog

Menu do Site

Dilma sobrevoa áreas atingidas por chuvas em Minas Gerais

Para reforçar o apoio federal a Minas Gerais em decorrência das recentes chuvas, a presidenta Dilma Rousseff esteve nesta sexta-feira (27) no município de Governador Valadares e sobrevoou regiões alagadas.
Em sua conta oficial no Twitter, a presidenta ressaltou as ações de governo para amenizar os prejuízos causados pelas enchentes e desabamentos. Também ressaltou que a prioridade do governo federal é salvar vidas e assegurar abrigo. 
"Estive hoje em MG acompanhando a assistências às vítimas das chuvas que desabrigaram 10 mil pessoas. Nossa prioridade neste momento é salvar vidas e assegurar abrigo. Não temos como impedir desastres naturais como as chuvas, mas estamos trabalhando firmemente p/ impedir q uma vida sequer seja perdida. Temos sempre de fazer mais.
O Governo Federal criou, em 2012, e colocou à disposição dos prefeitos e dos governadores, o Cartão eletrônico da Defesa Civil, para gastos de enfrentamento de desastres naturais. O cartão evita a burocracia, torna mais rápido e transparente o gasto.
Desde então, por meio do cartão, foram liberados R$ 613 milhões para Estados e municípios. Este cartão só pode ser usado quando é decretado estado de emergência. Pode ser empregado na assistência às vítimas e nas ações de resgate e proteção dos desabrigados."
A presidenta, que participou hoje de reunião com o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, também falou sobre os investimentos do governo federal em obras de drenagem e proteção de encostas.
"Na prevenção de desastres naturais, o Governo Federal contratou R$ 19 bilhões em investimentos.São obras em drenagem urbana, proteção de encostas e proteção de cheias. R$ 13,6 bilhões de recursos a fundo perdido do Orçamento e R$ 7,7 bilhões de financiamento com 20 anos para pagar , 6% de taxa de juros e 4 anos de carência.
Para maior rapidez e eficiência na realização desses investimentos, assinei ontem MP que simplifica a liberação dos recursos federais relativos às ações de prevenção realizadas pelos municípios e Estados. Com essa MP, prefeitos e os governadores poderão planejar, fazer projetos e mais rapidamente investir na prevenção dos desastres naturais.
Na prevenção de desastres naturais, o Governo Federal contratou R$ 21,3 bilhões em investimentos. São obras em drenagem urbana, proteção de encostas e proteção de cheias. R$ 13,6 bilhões de recursos a fundo perdido do Orçamento e R$ 7,7 bilhões de financiamento com 20 anos para pagar , 6% de taxa de juros e 4 anos de carência.", finaliza.
Ações no Estado
Minas Gerais receberá dois kits de medicamentos, atendendo solicitação para assistência à população dos municípios de Aimorés e Governador Valadares. Cada kit é composto por 48 itens (30 tipos de medicamentos e 18 insumos para primeiros-socorros) e pode atender 1.500 pessoas por mês. Além da comunicação diária com as autoridades das regiões atingidas, o Ministério da Saúde já deslocou dois coordenadores nacionais da Força Nacional do SUS para acompanhar o trabalho realizado e identificar a necessidade de envio de mais medicamentos.
Por meio do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD), gerenciado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, o Ministério da Integração Nacional acompanha diariamente a ocorrência das chuvas e envia os alertas necessários às defesas civis municipais. Além disso, especialistas em diversas áreas prestam assistência técnica em defesa civil aos municípios mineiros. Também foram instalados radares meteorológicos nos municípios mineiros de São Francisco, Três Marias e Almenara.
Em Minas Gerais, o Ministério das Cidades, por meio da Secretaria Nacional Acessibilidade e Programas Urbanos, investe em 33 intervenções um total de R$ 455 milhões. Em Minas Gerais, os investimentos em drenagem somam R$ 2,177 bilhões. Também há investimentos de R$ 6,3 milhões para elaboração de projetos de drenagem urbana sustentável.
Fonte:Blog do Planalto


Share

Poste um comentário: