Arquivo do blog

Menu do Site

Iniciado diagnóstico de iniciativas empreendedoras de economia solidária em Sobral

Dando continuidade às ações para implantação do Projeto Gente Solidária, que promoverá a incubação de empreendimentos econômicos solidários, foi iniciada a coleta de dados para o diagnóstico de grupos produtivos a serem contemplados no projeto. Na segunda-feira (18), o Espaço Cultural de Taperuaba e o Centro Pastoral de Aracatiaçu foram visitados pela Secretária de Desenvolvimento Social e Combate à Extrema Pobreza, Valdízia Ribeiro, acompanhada de Silvana Parente, Ângela Monteiro e Elza Braga do IADH (Instituto de Acessória para o Desenvolvimento Humano). Também serão visitados a Casa do Artesanato, Mercado Central e Catadores e o distrito de Jaibaras.


O Projeto Gente Solidária é uma estratégia articulada entre os Governos Federal e Municipal de enfrentamento e de boa convivência com o Semiárido Nordestino, que propicia, através de suas ações articuladas, o desenvolvimento local e territorial sustentável, visando a superação da extrema pobreza por meio da geração de trabalho e renda em iniciativas econômicas solidárias.

O projeto já conta em seu início com R$ 1,5 milhão para ser investido no seu desenvolvimento, em Sobral, será criado uma Casa de Economia Solidária com a finalidade de acompanhar os 20 empreendimentos que serão atendidos nesta primeira fase do projeto. A Secretaria articula para que sejam beneficiadas, em Sobral, nesse primeiro momento, 1.000 famílias, com renda de até R$ 70,00 e que não sejam atendidas por nenhum outro benefício social de transferência de renda.


A incubadora de empreendimentos econômicos solidários apoiará e prestará assessoria para 20 empreendimentos econômicos solidários grupais da sede e dos distritos de Aracatiaçu, Taperuaba e Jaibaras, oferecendo qualificação e assistência técnica durante o período de incubação que durará por dois anos, após esse período o grupo já estará apto a caminhar sozinho.
Share

Poste um comentário: