Arquivo do blog

Menu do Site

Guarany de Sobral vence Icasa de virada e está na final da Fares Lopes

O Guarany de Sobral é o segundo finalista da Taça Fares Lopes. O Cacique do Vale se junta ao Barbalha na grande decisão do torneio que dá ao campeão uma vaga na Copa do Brasil 2014. A equipe do técnico Argeu dos Santos venceu o Icasa por 3 a 2 na noite desta quarta em pleno Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, frustrando os mais dois mil pagantes que compareceram nas arquibancadas.
Leandro abriu o placar para o Verdão logo aos 15 segundos, mas Danilo Pitbull empatou aos 32 do primeiro tempo, Márcio Tarrafas, de pênalti, virou aos 21 do segundo tempo e ampliou, novamente de pênalti, aos 29. Ainda houve tempo ara Leandro marcar mais um e descontar no placar aos 40 da etapa final.


A Federação Cearense de Futebol deve divulgar as datas dos jogos finais entre Barbalha e Guarany de Sobral nesta quarta-feira (30). Por ter melhor campanha, a equipe do Cariri tem o direito de fazer o segundo jogo em casa, no Estádio Inaldão. O primeiro jogo ocorre no Estádio do Junco, em Sobral. O Barbalha joga por um empate no placar agregado.
Enquanto o Cacique do Vale pensa na final da Fares Lopes, o Icasa volta as atenções à Série B do Campeonato Brasileiro, onde ocupa a 5ª posição na tabela e briga diretamente por um acesso à 1ª Divisão.

Gol relâmpago dá vantagem ao Icasa

Com a vantagem do empate conquistada no jogo de ida, o Guarany viu suas pretensões de segurar a igualdade logo aos 30 segundos de partida. Geraldo achou Leandro que escorou e contou com a falha do goleiro Eliardo para abrir o marcador para o Icasa logo no inicio. O lance causou protestos dos jogadores do Guarany que pediam falta no arqueiro.
O gol relâmpago do Icasa obrigava o Guarany a partir para o ataque em busca do empate, mas era o Verdão do Cariri quem pressionava e criava as melhores chances. Por pouco Jailson não ampliou a vantagem que cabeceou para boa defesa de Eliardo que se recuperava na partida. A equipe mandante seguia dominando a partida. Sidney Moraes escalou para a partida uma equipe mista com jogadores titulares da campanha da equipe na Série B e alguns reservas.
A soberania icasiana durou até os 32 minutos, quando em um vacilo da zaga, Danilo Pitbull aproveitou rebote do goleiro Mauro na área e deixou tudo igual no placar. O gol do Cacique do Vale obrigava o Icasa a correr atrás do segundo gol. E ele só não saiu aos 38 minutos graças a mais uma bela defesa de Eliardo.
Dois pênaltis, polêmica e confusão na arquibancada
O Icasa começou a etapa complementar da mesma forma que acabou a primeira: pressionando. Geraldo tentou tocar na saída de Eliardo, mas o goleiro mais uma vez operou grande defesa mandando para escaneio. Na cobrança, Naylhor por pouco não desempatou de cabeça. O técnico Sidney Moraes do Verdão partiu para o tudo ou nada, pondo em campo os titulares da equipe principal Juninho Potiguar e Chapinha nos lugares de Jailson e Elanardo.
No entanto, assim como no primeiro tempo, quando o Icasa mais pressionava veio o banho de água fria. O árbitro Glauco Feitosa anotou pênalti sofrido por André Cassaco, o que gerou muitos protestos do lado icasiano. Reclamações à parte, Márcio Tarrafas foi à marca penal e virou o marcador para o Guarany.
Quatro minutos depois, mais ânimos exaltados. Glauco Feitosa assinalou outra penalidade para o Guarany, dessa vez sobre Márcio Tarrafas que foi derrubado por Naylhor. Mais uma vez, Tarrafas cobrou e ampliou a vantagem para o Cacique do Vale.
O segundo pênalti foi o estopim para uma confusão geral nas arquibancadas do Romeirão. A Polícia Militar entrou no campo para conter os torcedores que desejavam entrar no gramado. Um torcedor atirou uma bomba no gramado e quase acertou o auxiliar Mardônio Lima.
Desorientado, com foco nas reclamações contra o árbitro e precisando de três gols para se classificar, o Icasa não tinha mais forças para reagir. O gol marcado por Leandro aos 40 minutos do segundo tempo não evitou a derrota e a eliminação icasiana na Taça Fares Lopes.
- Infelizmente não deu. Méritos do juiz, ele quem ganhou o jogo, não foi o Guarany não - reclamou o atacante Leandro, do Icasa no final da partida.

Share

Poste um comentário: